Show More

Você sabe onde quer ir de verdade?

Desde adolescente eu gostava de me sentar em um banco no shopping e ficar observando as pessoas passando e notar sua forma de andar, de falar, eu achava muito curioso! Muitas vezes eu ficava pensando o

 

que será que essa ou aquela pessoa estava pensando? O que será que tinha trazido ela naquele shopping, o que que ela tinha vindo fazer ali? Isso sempre foi um passatempo que me atraiu.

 

Hoje como coach eu me pego pensando novamente o que será que esta passando na cabeça das pessoas nesse momento, quais devem ser seus maiores desejos? E questões me vem a mente: Será que elas conquistaram aquilo que sonharam ainda quando jovens? Ou deixaram a vida lhe levar.... como a musica de Zeca Pagodinho.... "deixa a vida me levar, vida leva eu..." será que quando tiveram a oportunidade de ir atras de seu propósito de vida ela focou nisso e foi...?

 

Essas questões sempre aparecem em minhas sessões de coaching, meus clientes muitas vezes chegam com um dilema que para eles esta muito claro, porém quando começamos nosso trabalho, quando começamos as reflexões, surgem insights e descobrem que atras daquela fala tem algo que nunca tinham percebido, estava tão escondido que quando se conscientizam, vem a sensação de surpresa misturada com uma nova possibilidade, como se fosse algo único! E logo vem a frase.... Sim, é possível rever minha vida e ajustar ao que eu quero de verdade.

 

Você já se perguntou alguma vez: o que eu quero de verdade em minha vida? O que de fato é importante para mim? Será estou no piloto automático, será que sei para onde estou indo?

Nunca é tarde para rever nossas verdades, nossos sonhos e nos reinventarmos. Você conhece a história do engenheiro que virou suco? Há muitos anos atras um engenheiro foi demitido e decepcionado com a profissão, ao ligar para a mulher para contar da demissão, já tinha a solução. Iria abrir uma lanchonete na Av Paulista. Garcez Filho fazia questão de deixar o diploma na parede e a caderneta do Conselho Regional de Engenheira, Arquitetura e Agronomia (Crea) colada no vidro do caixa da lanchonete. "Sempre vinha gente perguntar se era verdade que ele era engenheiro". 

 

Podemos nos reinventar sempre, desde que sejamos conhecedor de nossas habilidades e saibamos como e onde utiliza-las; desde que possamos nos permitir a ter limitações e que elas não sejam para nos segurar, e sim para nos guiar para o caminho certo. E o mais importante é saber para onde queremos ir, como dizia o filosofo romano Sêneca: "Se um navio não sabe a que porto vai, qualquer vento lhe é favorável"

Você sabe onde quer ir de verdade? vale a reflexão.

 

Fica a dica!

 

Lucila Marques - Senior Coach - www.lucilamarques.com.br - lucila@lucilamarques.com.br

 

*Após 28 anos se dedicando a estratégias de marketing em empresas nacionais e multinacionais, fundou a LUCILA MARQUES – COACHING & GESTÃO CORPORATIVA. Sua vida profissional destacou-se na estruturação de departamentos, gestão e liderança de equipes. Todo o seu “background” empresarial lhe deu base necessária para investir em planejamento estratégico dedicado ao Desenvolvimento do Ser Humano e Empresa.

 

Please reload

Featured Posts

Escutar genuinamente é importante para que as relações humanas possam ser positivas!

September 13, 2016

1/2
Please reload

Recent Posts

February 7, 2019

Please reload

Pesquisa por tag
Siga-nos
  • LinkedIn Social Icon
  • YouTube Social  Icon
  • Facebook Classic