Show More

Gratidão gera Gratidão e Lamúria gera Lamúria

Muitas vezes escutei ou li a frase "Gratidão gera Gratidão e Lamúria gera Lamúria", e em algumas situações parei e refleti. Quando reflito sobre essa frase, quero colocá-la imediatamente em ação e me envolvo com pensamentos positivos e uma energia contagiante.

 

Bom seria se eu integrasse a frase, o pensamento e a ação dentro de mim para sempre e todo; mas isso não é uma realidade, com o dia-a-dia acabo me distraindo e sou pega de surpresa por situações que me levam a pensamentos que não são tão gratificantes, e como qualquer outro ser humano acabo caindo em deslize com pensamentos negativos e dando espaço para lamúria.

 

Essa minha reflexão aflorou quando comecei a observar recentemente pessoas ao meu redor, e perceber quantos momentos preciosos de suas vidas passam lamuriando e com isso ficando tristes, pesadas e sem vida. Eu também tenho desses momentos...mas como costumo dizer: A ignorância é uma benção! Quando não conhecemos, não sabemos do que se trata, nada podemos fazer, mas quando sabemos... ahhh... ai fica difícil de enganar a nós mesmos, e então começo a colocar pensamentos positivos e me encher de energia.

A relação que faço sobre o texto acima com o meu trabalho de desenvolvimento humano, é o quanto a inflexibilidade, o julgamento e a critica podem nos minar e nos destruir, e até contaminar relacionamentos sem que possamos perceber o mal que fazemos a nós mesmos; e sobretudo a nossa vida.

 

Somos inflexíveis, julgamos e criticamos quando algo ou alguém não corresponde ao que pensamos ou da forma que agimos. Quando isso acontece, nossa mente não dá espaço para nada que venha do outro: só eu tenho razão, o meu jeito é o certo, só eu sei fazer isso...e nosso emocional entra em ação e domina a situação. As pessoas são diferentes, pensam e agem de forma diferente; mas mesmo assim ainda pensamos... o meu jeito é o certo! Eu tenho razão! Você já pensou assim alguma vez?

 

E porque somos diferentes? Isso tudo esta relacionado ao nosso eu interior, aos nossos valores, as nossas crenças e as nossas experiências. Deixo aqui uma pergunta: Quando que você parou para refletir sobre você mesmo? Sobre o que é importante para você? Sobre o que você acredita de verdade? Sobre suas dificuldades e seus sucessos? Parecem perguntas simples e bobas, mas eu recomendo que você reserve um tempinho e que ele seja só seu, e comece a especular e responder essas questões com informações vindas do coração e não da razão... Ah... e lembre-se que o outro também tem essas respostas, e que muito provável não são as mesmas que as suas.

 

Vejo o mundo que acredito e acredito no mundo que vejo!

Vale como reflexão para o início desse ano.

Please reload

Featured Posts

Escutar genuinamente é importante para que as relações humanas possam ser positivas!

September 13, 2016

1/2
Please reload

Recent Posts

February 7, 2019

Please reload

Pesquisa por tag
Siga-nos
  • LinkedIn Social Icon
  • YouTube Social  Icon
  • Facebook Classic