Show More

Escutar genuinamente é importante para que as relações humanas possam ser positivas!

13 Sep 2016

 

Muitas vezes estamos em uma conversa e ela parece estar fluindo muito bem e de repente... se torna um conflito. Qual será o motivo desta mudança de rumo? O que será que faz com que as pessoas deixem de se comunicar de forma positiva e transformem isso em um “campo de batalha”?

 

As pessoas têm necessidades a serem atendidas e estão focadas nisso, o que acaba desvirtuando e fazendo com que ela deixe de escutar o que de fato o outro esta dizendo e se fixar no que ela quer ouvir; e assim deixa de estar presente na conversa e não escuta o outro, escuta somente sua voz interior. Pronto, a conexão entre elas deixou de existir.

 

Não é uma tarefa fácil, mas é possível se treinarmos.

 

Devemos considerar que em uma conversa entram vários fatores, que podem definir o rumo dela: as necessidades, os sentimentos, as crenças, os valores, as experiências; tudo isso contribui para a condução dessa inter-relação. Confesso que não é comum enquanto estamos mantendo uma conversa, pararmos e pensarmos: qual a necessidade que esta pessoa tem com relação a este assunto? O que é importante para ela? O que ela acredita sobre isso? Não, isso não é comum, e ainda mais se entrar o sentimento, certamente a emoção tomará conta e bloqueará todas as tentativas de entendimento.

 

Em geral, em um primeiro momento escutamos o outro e relacionamos o discurso dele com nossas crenças, nossos valores, nossas necessidades, nossas experiências e então fazemos nosso julgamento. Os conflitos começam por aí. Se ficarmos nesse estágio, o julgamento tomará lugar de destaque na conversa.

 

O ideal é que ao escutar o outro, fiquemos atentos ao “fato” e quando houver uma contradição de nossas crenças, valores e necessidades, devemos questionar e dela gerar uma nova informação que possa agregar e construir a partir daí um aprendizado. É necessário querer abrir a mente e deixar fluir, porém nada disso fará sentido se pararmos por aqui!

 

O próximo passo é ser empático, é olhar para o outro e se colocar no lugar dele, é sentir como ele sente, é se permitir ser vulnerável. Esse é o momento de abrir a mente e o coração para entender suas necessidades e a do outro, pois somos diferentes. A conexão começa quando expomos nossos sentimentos e necessidades e entendemos a do outro.

 

Agora que conseguimos gerar uma conexão, podemos ter uma conversa saudável a partir do todo. Cada um trazendo suas necessidades, suas crenças, seus valores e assim co-criando uma nova versão que faça sentido e seja aceita por ambas as partes.

 

Se usarmos a sabedoria e a criatividade, poderemos ter uma presença maior no momento da conversa e escutar genuinamente o outro e ser escutado genuinamente pelo outro. Convido você a treinar uma conversa positiva. Inicialmente isso irá parecer um tanto quanto estranho, mas com o treino, essa forma de se comunicar será internalizada e a médio prazo se tornará sua forma de pensar e de falar. Eu mesma já dei muitas cabeçadas, e continuo treinando!

 

São 4 passos para uma escuta genuína:

  1. Levantar nossas necessidades, crenças, valores e experiências;

  2. Observar o “fato” e relacionar o que penso e o que o outro pensa sobre o assunto;

  3. Ser empático, se colocar no lugar do outro e sentir como o outro sente;

  4. Gerar um aprendizado, uma ação a partir do todo.

 

Lucila Ferraz Marques - Coach

Coach executiva facilitadora de treinamentos corporativos, Palestrante, Colunista da revista Coaching Brasil, Diretora de Mkt da ICF SP – International Coaching Federation SP, foi Coord do Núcleo de Coaching da Integração Escola de Negócios. Atuou por 28 anos como executiva de marketing em empresas nacionais e multinacionais como Fotóptica, Polaroid, LEGO Brinquedos, Parque Aquático Wet`n Wild SP, EF Escolas Internacionais, FAAP (prof titular de mkt), dentre outras;

Formação NLG – Neurocoaching, SBC - Sociedade Brasileira de Coaching, Antroposofia, Human Dynamics, Comunicação não violenta, Points Of You – Puncum - Inner Game International School of Coaching - INVEDA - Instituto Veda de Neurolinguistica, CENTACS - Workplace Big Five assessment e SEBRAE - Empretec.

Graduou-se e Pós Graduou-se em Marketing pela ESPM - Escola Superior de Propaganda e Marketing, membro do CRA-SP – GEC (Grupo de Excelência em Coaching) - ABRH SP – ICF Global e ICF São Paulo.

Please reload

Featured Posts

Escutar genuinamente é importante para que as relações humanas possam ser positivas!

September 13, 2016

1/2
Please reload

Recent Posts

February 7, 2019

Please reload

Pesquisa por tag
Siga-nos
  • LinkedIn Social Icon
  • YouTube Social  Icon
  • Facebook Classic